domingo, 25 de agosto de 2013

Jose Sepulveda

Desejo

Almejo reencontrar-te, Cristo amado, 
Entrar nesse teu peito, em tua mente,
Contar-te as mágoas que minha alma sente,
Sentir o teu perdão desinteressado

O brilho dos teus olhos, eloquente
Licão de paz, de amor e de harmonia,
Faz-me sentir conforto e alegria
E torna a minha vida tão diferente

Abre meus olhos, quero despertar
Da minha letargia, reencontrar
A paz que faz viver serenamente

Ó! Não desvies teu olhar do meu
Eu sei que ainda um dia lá no céu
Nós vamos viver juntos para sempre 

Nenhum comentário:

Postar um comentário