sexta-feira, 1 de fevereiro de 2013


























Angelo Augusto
NOS DELÍRIOS DA PAIXÃO ARDENTE

Nos delírios da paixão ardente,

Sugando minha alma em chamas,
Deslizando sobre teu corpo quente,
Imenso prazer, dizes que me amas.

Sentindo-te minha em meus braços,
Beijando tua pele doce e macia,
Olhando firmemente em teus traços,
Preenchendo meu paraíso de fantasia.

Levas-me ao céu, delirante amor,
Deixando-me seduzir em teus seios,
Que levam-me à loucura em teu calor,
Tanta excitação em meus devaneios.

Esta sede de amar-te cada vez mais,
Dando enorme sabor nesta minha vida,
Fazendo palpitar meu coração demais,
Em minha razão de amor já perdida.

ANGELO AUGUSTO

Nenhum comentário:

Postar um comentário