quinta-feira, 24 de outubro de 2013

Céu Pina

Peço-te 

Expiro sonhos,
Arrefecido cinzento,
Emoldura um sorriso.
Estrelas…
Encobrem noites de silêncio.
Teu, meu corpo…
Lua-de-Água,
Luz mordida.
Lágrimas rubras,
Solidão sensível,
Razão do meu fogo.
Não sou palavras,
Mortas, desbotadas no tempo.
Unicamente…
Sabor do meu Amor.
Procuro-te…
Na esperança de um vento.
Peço-te colo,
Aninha-me em teus braços,
Eterniza-me em ti.
Peço ao céu que pare este momento,
De nós dois…

Nenhum comentário:

Postar um comentário